«Quem se Importa»

Who Cares (“Quem se importa?”) é um documentário brasileiro, realizado por Mara Mourão com narração de Rodrigo Santoro, que aborda o tema do empreendedorismo social. Depois da recente polémica com a presidente do Banco alimentar, e a confusão de terminologias que está a ser propagada pelos media e que confunde até algumas organizações, este documentário é um excelente ponto de partida para entender o tema. Baseado no livro “How to change the world”, de David Bornstein, o filme começa com uma citação de Muhammad Yunus, fundador do Grameen Bank (Bangladesh) e prémio Nobel da paz em 2006 pelo seu trabalho com o microcrédito:

Nós não somos convidados aqui, somos criadores, nós criamos a nossa vida, nós criamos o nosso mundo. (…). Devemos imaginar que tipo de mundo queremos criar, e começar a fazê-lo

Yunus implementou a experiência mais célebre e bem conseguida de microcrédito, nos anos 70. Yunus percebeu que havia uma percentagem da população que não tinha acesso ao crédito (e falamos de pequenas quantias de dinheiro) ou que seriam sujeitos a juros muito altos, e começou a ceder empréstimos pequenos, a famílias pobres, sem a penalização dos juros. Estas pessoas por vezes só precisam de um pequeno empurrão para poder comprar, por exemplo, um instrumento agrícola ou matéria-prima, que lhes permita fazer um pequeno negócio, que por conseguinte as liberta do ciclo de pobreza. A maioria dos empréstimos eram concedidos a mulheres por variadas razões: eram mais responsáveis pelo cumprimento do dever de pagar o empréstimo, mas também investiam o dinheiro mais sustentávelmente, quer no pequeno negócio, quer na educação dos seus filhos e filhas. Representando assim um impacto indirecto mas tremendamente importante nas gerações futuras, que mais facilmente quebrariam o ciclo de pobreza, que pode parecer demasiado enraizado mas na verdade, por vezes, são pequenas coisas para o mundo desenvolvido que podem diminuir radicalmente a pobreza nos países em desenvolvimento.

O documentário conta com depoimentos de Bill Drayton, fundador da Ashoka, e mostra muitas outras histórias inspiradoras de empreendedores sociais, que são, como os próprios se descrevem, pessoas que vão atrás de uma vontade, de uma missão que visa ter um impacto social, colmatando problemas que ainda não estão resolvidos, com coragem de defender as suas ideias. Um inconformado, que acredita que pode fazer a diferença, que pode provocar uma mudança positiva no mundo. Uma pessoa com talento, imaginação e criatividade para ver soluções onde mais ninguém as vê, para abordar problemas duma perspectiva diferente trabalhando com todas as suas forças. Sem cair na “deusificação” do termo, os empreendedores sociais não são pessoas que têm uma chamada divina ou que “nascem iluminados”, apenas agem em função daquele objectivo, da sua missão social, criando uma empresa, uma organização, ou uma instituição que tem como principal objectivo a concretização dessa missão. O documentário transporta-nos através de filmagens nos variados sítios onde atuam estes empreendedores, desde o rio Amazonas – com Eugênio Scannavino da Saúde e Alegria, ao Perú – com Joaquín Leguía da Ania, à Tanzânia – com Bart Weedjens da Apopo, passando pela Nigéria – com Isaac Durojayie da DMT Mobile Toillet, e Europa, que é representada pela Suíça – com Karen Tse da International Bridges for Justice. O documentário transmite a motivação dos empreendedores ao partilharem as suas experiências, desafios e vontades directamente para a câmara, completando as entrevistas com animações, tornando o filme não só num documento de interesse, como também uma expriência visual muito apelativa.

O poder transformativo que o empreendedorismo social tem, contagiou também a realizadora, Mara Mourão, casada com Wellington Nogueira dos Doutores da Alegria no Brasil (associação semelhante à Operação Nariz Vermelho), também ele um empreendedor social e fellow da Ashoka, decidindo realizar um filme que focasse as várias histórias dos fellows da Ashoka e no impacto que todos têm, dando assim visibilidade à importância destes agentes de mudança no nosso mundo.

Quem se importa (Who cares) | 2011 | 91 mins | Realização:  Mara Mourão | Elenco: Muhammad Yunus, Bill Drayton, Al Etmanski, Bart Weetjens, Dener Giovanini e Eugenio Scannavino Netto

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s