CICLO À LA CARTE: 4 filmes para compreender a “crise”

Parece absolutamente incontornável a ideia de que vivemos em tempo de crise económica e financeira. Independentemente da validade desta concepção, a verdade é que são já muitos os afectados por esta depressão no domínio do concreto e os dias que se avizinham não parecem trazer muita esperança. Como podemos sair desta “crise”? Esta é a questão que assola hoje a mente de milhões de pessoas pelas mais variadas razões, quase sempre sem resposta, mas parece-nos que para chegar até ela é fundamental colocar uma outra interrogação: como chegámos até aqui? A proposta deste  ciclo vai precisamente no sentido de recorrer ao cinema para nos ajudar a compreender os eventos e os protagonistas que conduziram o mundo ao ponto onde se encontra hoje, na esperança de que, a partir do apuramento das causas e dos culpados, se possa gerar mudança positiva.

1. Inside Job

Se só têm tempo para ver um filme desta selecção, este é a escolha certa. Indiscutivelmente o melhor documentário já feito sobre a matéria, conquistou críticos e ainda levou o óscar de melhor documentário para casa. Charles Ferguson assina este filme depois do seu igualmente bem sucedido No End in Sight, sobre a intervenção militar dos E.U.A. no Iraque. Através do testemunho de peritos e de uma densa recolha de informação, torna um assunto aparentemente codificado em algo compreensível por todos, sem rodeios na hora de apontar o dedo.

Este filme pode ser visto com entrada livre no Espaço SOU, em Lisboa. Mais informação aqui.

2. Collapse

Trata-se de um monólogo de 82 minutos que resulta da compilação de uma semana de entrevistas a Michael Ruppert, ex-agente da polícia que se tornou autor publicado. Em jeito de teoria da conspiração, Chris Smith dirige este filme onde, concorde-se ou não, são bem articuladas diversas dimensões e acontecimentos da vida humana, desde a crise financeira à crise petrolífera, e se pinta um cenário dramático mas eventualmente realista de colapso da civilização humana.

3. Too Big To Fail

Mas nem só de documentários nos servimos para descodificar este problema. Too Big To Fail é um documentário de Curtis Hanson feito para a HBO sobre os alicerces da crise financeira, uma espécie de versão dramatizada de Inside Job (como se a realidade não fosse dramática quanto baste). Contando com 11 nomeações para a edição anterior dos Emmy e com um elenco composto por nomes como William Hurt, Paul Giamatti, James Woods e Billy Crudup, trata-se de uma abordagem valiosa na qual o que se ganha em entretenimento perde-se em detalhe e informação.

Este filme pode ser visto com entrada livre no Instituto Superior Técnico, em Lisboa. Mais informação aqui.

4. Margin Call – O Dia Antes do Fim

Mais um drama financeiro. Porém, não apenas mais um. Além do fabuloso elenco de actores, entre os quais Kevin Spacey, Paul Bettany, Jeremy Irons, Zachary Quinto, Demi Moore e Stanley Tucci, esta é construção ficcionada a partir de um caso real, onde a se aborda o equilíbrio instável entre ética e ganância, sobretudo do ponto de vista das consequências mais ou menso perversas que a inclinação para um ou outro lado podem trazer em grande escala. Um dos melhores filmes não-documentais sobre o tema.

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s