Volta ao mundo em candidatos ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro 2013: Europa Ocidental

VoltaAoMundo_OscarEstrangeiro

Continuamos a viagem pelo globo à descoberta dos candidatos que se habilitam a ser considerados pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas como o melhor filme não-americano de 2013. Esta segunda paragem é na velha Europa, concretamente na sua região mais a ocidente, aquela que tem, a par com os Estados Unidos, a maior tradição cinematográfica à escala mundial.

Não faltam títulos familiares nesta lista, onde consta desde logo o candidato português As Linhas de Wellington, mas também A Caça, de Vinterberg, os já estreados este ano Renoir e Abelhas e Homens ou o candidato sueco Eat Sleep Die, exibido na última edição do IndieLisboa.

Alemanha – Two Lives, Georg Maas
Áustria –  The Wall, Julian Pölsler
Bélgica – The Broken Circle Breakdown, Felix van Groeningen
Dinamarca – A Caça, Thomas Vinterberg
Espanha – 15 Years Plus a Day, Gracia Querejeta
Finlândia – Disciple, Ulrika Bengts
França – Renoir, Gilles Bourdos
Grécia – Boy Eating the Bird’s Food, Ektoras Lygizos
Islândia – Of Horses and Men, Benedikt Erlingsson
Itália – The Great Beauty, Paolo Sorrentino
Luxemburgo – Blind Spot, Christophe Wagner
Noruega – I Am Yours, Iram Haq
Países Baixos – Borgman, Alex van Warmerdam
Portugal – As Linhas de Wellington, Valeria Sarmiento
Reino Unido – Metro Manila, Sean Ellis
Suécia – Eat Sleep Die, Gabriela Pichler
Suíça – Abelhas e Homens, Markus Imhoof
Advertisements

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s