Monstra 2016: um mundo de animação de regresso a Lisboa em Março

Agenda Cult Lisboa CCapa

O mundo da animação desembarca em Lisboa de 3 a 13 de março 2016 na 15ª edição da MONSTRA | Festival de Animação de Lisboa, que exibirá mais de 500 filmes, entre os quais 50 portugueses, oriundos de 69 países de todos os continentes.

Um dos destaques na competição de longas-metragens é a ante-estreia de O Profeta, um filme por capítulos cujo realizador principal é Roger Allers (O Rei Leão, Open Season) ao qual se juntam nomes como Tomm Moore, Joan Gratz, Nina Paley e Bill Plympton, que será também um dos convidados presentes no festival para apresentar o making of da sua próxima longa-metragem e as suas novas curtas. O Profeta é produzido por Salma Hayek, que também dá a voz a uma das personagens, juntamente com o ator Liam Neeson, voz principal.

O Profeta

O Profeta

Little From the Fish Shop, do realizador checo Jan Balej também se encontra na competição de longas, sendo que os cenários e personagens deste filme, uma adaptação moderna do conto “A Pequena Sereia” de Hans C. Andersen, encontram-se em exposição no Museu da Marioneta, em Lisboa, a partir de 5 de fevereiro até 30 de abril.

Ainda na secção de competição de longas-metragens na MONSTRA 2016, estarão os filmes Avril et le Monde Truqué, baseado numa bd de Tardi e vencedor em 2015 do Cristal de Annecy para Melhor Longa-Metragem, e os japoneses Miss Hokusai, de Keiichi HaraMemórias de Marnie, de Hiromasa Yonebayashi, dos estúdios Ghibli, nomeado para Óscares 2016.

A ex-Jugoslávia é objecto de retrospectiva este ano, com mais de uma centena os filmes da Bósnia, Croácia, Eslovénia e Sérvia, ao passo que o Japão continua a sua habitual presença neste evento, desta feita com os filmes Metropolis (2001), de Rintaro, Viagem de Chihiro (2001), de Hayao Miyazaki e When the Wind Blows (1986), de Jimmy Murakami na secção Históricos, que nesta edição do Festival completam 15 e 30 anos, respetivamente.

Na secção Pais e Filhos sublinha-se a ante-estreia de Minúsculos: O Vale das Formigas, o filme cuja série de televisão é exibida em Portugal e bem conhecida dos mais pequenos.

minuscule-valley-of-the-lost-ants

Já na secção DokAnim é apresentado um documentário sobre a importância do realizador Karel Zeman na história do cinema, nomeadamente nos efeitos especiais, filme que conta com depoimentos de vários realizadores como Tim Burton, Terry Gilliam, Kōji Yamamura, Kōsei Ono, entre muitos outros. O filme Invention for Destruction de Zeman pode ser visto na secção Históricos.

A MONSTRA volta a trazer o Cinema Mais Pequeno do Mundo com a companhia Ciné Troupe à Praça Luís de Camões, desta vez com uma programação dedicada à Primeira Guerra Mundial e uma seleção de filmes da competição curtíssimas, competindo pelo Amendoim de Ouro.

O realizador norte-americano, Ralph Bakshi apresenta a sua nova curta-metragem Last Days on Coney Island, aproveitando para fazer uma retrospetiva dos filmes Fritz the Cat (1972), Lord of the Rings (1978), a primeira adaptação para o cinema da tão conhecida obra de J.R.R. Tolkien e American Pop, filme que em 2016 completa 35 anos.

Terá a sua estreia a secção Jazz e Animação, no Hot Club Portugal, onde os filmes são musicados ao vivo, e no Cinema Ideal, onde esta sessão é complementada com uma masterclass sobre o tema. O músico português Noiserv programa a secção ClipAnim, dedicada aos videoclips de animação que influenciaram a sua carreira, entre os quais se encontram videos de artistas como Björk, Portishead, Sigur Rós, Patrick Watson, Radiohead, Damon Albarn, Foals, entre outros.

Haverá ainda sessões da MONSTRINHA para Pais e Filhos, que decorrerão nos dois fim-de-semana do Festival no Cinema São Jorge, Cinema City Alvalade e Cinema Ideal. Uma das novidades deste ano, é um programa para bebés, uma sessão contínua gratuita, pensada nas necessidades dos bebés e dos pais, permitindo a entrada e saída da sala.

À semelhança do ano passado, o Festival vai ter sessões pré-festival. Este ano está programado um Bike-in a realizar dia 26 de fevereiro, no átrio da Escola Luís de Camões, após o passeio mensal da comunidade Massa Crítica. O evento é aberto e gratuito, desde que os espectadores tragam a sua bicicleta.

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s