Festa do Cinema Francês 2016: Programação

 

af_17festa-muppi-mopnova

11 CIDADES – 68 FILMES – 31 SESSÕES ESCOLARES – 52 ANTESTREIAS – 8 ANTESTREIAS MUNDIAIS – 10 FILMES DE ANIMAÇÃO – 9 ARTISTAS CONVIDADOS

A 17ª edição da Festa do Cinema Francês começa já no próximo dia 6 de outubro em Lisboa e estende-se até 13 de novembro percorrendo mais 10 cidades: Almada, Leiria, Coimbra, Porto, Viana do Castelo, Faro, Seixal, Aveiro, Beja e Setúbal, para dar a conhecer a melhor produção cinematográfica francesa, tanto obras mais recentes como também homenagear em retrospectiva grandes nomes da sua 7ª Arte.

Das longas metragens em antestreia destacamos Cézanne e Eu da realizadora Danièle Thompson, que estará presente para o apresentar na sessão de abertura, Amor Eterno de Tran Anh HungMarie et les Naufragés de Sébastien Betbeder,  La Loi de la jungle de Antonin PeretjatkoLa Danseuse de Stéphanie Di Giusto (apenas exibido na edição do Porto)  e Tão só o fim do mundo de Xavier Dolan, exibido na sessão de encerramento.

Esta edição é amadrinhada por Anne Fontaine (Coco avant Chanel, Gemma Bovery) que estará presente para apresentar o seu filme As Inocentes e outros filmes de um ciclo dedicado à realizadora, atriz e argumentista.

A partir de Uma viagem pelo cinema francês seremos conduzidos numa retrospectiva dedicada ao cinema francês, curada pelo realizador e ex-crítico Bertrand Tavernier, que será apresentado na Cinemateca Portuguesa, em colaboração com a Midas Filmes.

O ciclo ACID é uma novidade e propõe uma montra de cinema independente, em parceria com a Association du Cinéma Indépendant pour sa Diffusion. Destacamos Willy 1er de Ludovice e Zoran Boukherma, Marielle Gautier e Hugo P. ThomasIsola, de Fabianny DeschampsLe Voyage Au Groenland de Sébastien Betbeder. Para além dos filmes exibidos no Cinema Ideal, a Festa conta com masterclasses de Fabianny Deschamps e Olaf Hund, Sébastien Betbeder, Wissam Charaf e Marielle Gautier.

O melhor do cinema de animação francês também está de volta para juntar as famílias à festa. Da secção de animação sublinhamos dois filmes imperdíveis: La Tortue Rouge de Michael Dudok de Wit, uma produção franco-belga em colaboração com os estudios Ghibli; e Louise en Hiver de Jean-François Laguionie.

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s