FESTin 2017: os premiados

“Big Jato”, a quarta longa-metragem do realizador brasileiro Cláudio Assis foi o vencedor da categoria Melhor Filme na 8ª edição do FESTin. Esta história irreverente sobre um limpador de esgotos e seu odiado irmão gémeo, interpretados por Matheus Nachtergaele foi a que mais agradou o júri composto pelas atrizes Carla Chambel e Joana de Verona e pelo fotógrafo Chico Aragão. É a segunda vez que um filme de Assis é distinguido na categoria depois que “Febre do Rato” foi o Melhor Filme em 2011.

Nachtergaele também foi o Melhor Ator, enquanto Glauce Guima, de “BR 716”, obra merecedora de uma Menção Honrosa, foi a Melhor Atriz. Por seu lado Érico Rassi, de “Comeback”, foi escolhido o Melhor Realizador, enquanto “Uma Vida à Espera”, de Sérgio Graciano, foi o vencedor do Prémio do Público.

Já o Prémio da Crítica, concedido por um júri composto por Inês Lourenço (Diário de Notícias), Carlos Natálio (A Pala de Walsh) e Vasco Batista Marques (Expresso), foi entregue a “Comeback”, do realizador Érico Rassi.

Por fim, destaque ainda para “Curumin”, obra de Marcos Prado que foi galardoada com a distinção de Melhor Documentário, e “Universo Preto Paralelo”, de Rubens Passaro, a Melhor Curta-Metragem.

Palmarés FESTin 2016

Melhor Longa-Metragem de Ficção: “Big Jato”, de Cláudio Assis

Melhor Longa-Metragem de Ficção – Prémio da Crítica: “Comeback”, de Érico Rassi

Melhor Longa-Metragem de Ficção – Júri popular: “Uma Vida à Espera”, de Sérgio Graciano

Menção Honrosa Longa-Metragem de Ficção: “BR 716”, de Domingos de Oliveira.

Melhor Realizador: Érico Rassi, de “Comeback”

Melhor Ator – Matheus Nachtergaele, por “Big Jato”

Melhor Atriz – Glauce Guima, por “BR 716”

Melhor Documentário – “Curumim”, de Marcos Prado

Menção Honrosa Documentário – “Todos”, de Marilaine Castro da Costa e Alberto Cassol

Melhor Documentário – Júri popular: “Um Sonho Soberano” de Gonçalo Portugal Guerra

Melhor Curta-Metragem – “Universo Preto Paralelo”, de Rubens Passaro

Melhor Curta-Metragem – Júri popular: “Kuru”, de Francisco Antunez

Menção Honrosa para Curta-Metragem – “Rosinha”, de Gui Campos

Melhor Infanto/Juvenil Júri Adulto – “Lua em Sagitário”, de Márcia Paraíso

Menção honrosa  Infanto/Juvenil Júri Adulto – “O projeto do meu Pai”, de Rosaria

Menção Honrosa Júri Infantil – “Pequenos Animais sem Dono”, de Maju de Paiva

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s