Destaques da programação da Festa do Cinema Francês 2017

12 CIDADES | 14 SALAS | 52 FILMES | 33 LONGAS-METRAGENS EM ANTESTREIA | 5 PRIMEIROS FILMES | 16 ARTISTAS CONVIDADOS

A 18ª edição da Festa do Cinema Francês vai andar pelo país dando a descobrir a melhor e mais recente cinematografia de produção francesa. Na maior parte são longas-metragens em antestreia, mas olha também retrospectivamente para cinematografia de grandes nomes do cinema francês. São 12 as cidades que a acolhem de 5 de Outubro a 12 de Novembro: Lisboa, Almada, Cascais, Coimbra, Leiria, Porto, Aveiro, Faro, Beja, Seixal, Viana do Castelo e Setúbal.

A edição deste ano propõe filmes em antestreia, para todos os gostos e idades (drama, comédia, documentário, policial, animação…). Destacamos Lumière!, selecção elaborada por Thierry Frémaux de 114 obras de arte mundialmente conhecidas ou descobertas de filmes antes desconhecidos, recuperados e reunidos para celebrar o legado dos irmãos Lumière; Le concours, documentário no qual Claire Simon capta o concurso de admissão na La Fémis, prestigiada escola de cinema, e questiona o difícil processo de selecção que organizam as nossas sociedades contemporâneas; Django / Melodias de Django, que segue a história de Django Reinhardt, famoso guitarrista e compositor francês perseguido pelo regime nazi durante a Segunda Guerra Mundial; Rock’n Roll, uma divertida crise de meia idade protagozinada por Guillaume Canet e Marion Cotillard; Gauguin, em que Vincent Cassel encarna o célebre artista no seu refúgio no Tahiti em busca de inspiração.

Haverá ainda um ciclo dedicado a Arnaud Desplechin, o Padrinho da Festa e um dos grandes nomes da cinematografia contemporânea francesa, do qual sublinhamos a estreia do seu mais recente filme Os Fantasmas de Ismael, bem como uma retrospectiva integral da obra de Jean-Pierre Melville, em parceria com a Cinemateca Portuguesa e a Fundação Jean-Pierre Melville.

Arnaud Desplechin

Os primeiros filmes da nova geração de cineastas é uma presença que se mantém e reforça, dando a descobrir a multitude de olhares que trazem ao cinema francês uma ainda maior vitalidade e diversidade através do Ciclo ACID (Association du Cinéma Indépendant pour sa Diffusion), este ano com uma oferta ainda maior de filmes, encontros e masterclasses em presença de artistas convidados.

Paralelamente estará patente ao público na Plataforma Revólver, em Lisboa, a Exposição de fotografias de Renaud Monfourny “Lights,camera, action! Retratos do cinema”, com retratos de figuras conhecidas e reconhecidas dos cinemas francês e português.

 

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s