VOD: Sugestões de Cinema em Casa em Janeiro

Ano novo, vida nova, assim se costuma dizer à chegada de mais um janeiro e é partindo deste mote que propomos cinco visões do cinema sobre modos de vida distintos do nosso padrão. Da Índia ao Médio Oriente, da Europa central à Costa da Caparica, sugerimos uma viagem em que se exploram diferentes modelos de vida, alguns deles por opção, outros forçados e adversos nos quais se luta por mudança. 

A Comunidade

Esta curta-metragem documental de Salomé Lamas propõe um olhar sobre o mais antigo parque de campismo de Portugal.

O Grande Dia

A história real e extraordinária de quatro jovens – Albert, Nidhi, Tom e Deegii – que enfrentam uma prova que poderá mudar e melhorar as suas vidas para sempre. “O Grande Dia” está perto dos nossos quatro heróis, oriundos de países tão diferentes como Cuba, India, Uganda e Mongolia, que estão a meses e até anos a prepararem-se para enfrentar este desafio. Depois de tanto esforço, sabem que chega o momento de realizar os seus sonhos que não só marcará o destino deles, mas também das respetivas famílias. São as suas paixões e agora mais do que nunca concentram-se num só objetivo: o sucesso.

Uma comovente e maravilhosa história sobre o esforço humano. Um hino à educação, à dedicação, à esperança e à coragem.

Timbuktu

Não muito longe de Timbuktu, agora governada por fundamentalistas religiosos, Kidane vive no deserto com a mulher Satima, a filha Toya e Issan, um pastor de doze anos.
Na cidade, as pessoas sofrem com o regime de terror imposto pelos fundamentalistas. A música, o riso, os cigarros e o futebol foram banidos. As mulheres tornam-se sombras, mas resistem com dignidade. Todos os dias, os tribunais improvisados decretam leis e sentenças absurdas e trágicas. Kidane e a família têm sido poupados ao caos que reina em Timbuktu. Mas o seu destino muda quando Kidane mata acidentalmente Amadou, o pescador que matou GPS, a vaca preferida da sua manada. Kidane terá então de enfrentar as leis dos ocupantes fundamentalistas.

Deus Branco

Uma nova lei dá preferência aos cães de raça e impõe um imposto considerável aos cães de raça cruzada. Rapidamente, os canis enchem-se de cães abandonados. Lili, uma rapariga de 13 anos, luta por proteger o seu cão Hagen, mas o pai de Lili abandona-o na rua. Hagen e a sua dona procuram-se um ao outro por todos os meios, até que um dia Lili desiste. Hagen por seu lado luta pela sobrevivência e revolta-se. Melhor Filme na secção Un Certain Regard do Festival de Cannes em 2014, “Deus Branco” é um filme visionário e decididamente orwelliano, sobre uma espécie (supostamente) superior e os seus congéneres caídos em desgraça.

Persepolis

É a história comovente de uma menina que cresce no Irão durante a Revolução Islâmica. É através dos olhos da precoce e extrovertida Marjane, de 9 anos, que vemos a esperança de um povo ser destruída quando os fundamentalistas tomam o poder, forçando as mulheres a usar o véu e mandando para a prisão milhares de pessoas.
Inteligente e destemida, Marjane consegue fintar os “guardas sociais” e descobre o punk, os Abba e os Iron Maiden. Mas, quando o seu tio é cruelmente executado e as bombas começam a cair sobre Teerão durante a guerra Irão/ Iraque, o medo diário que invade o quotidiano do Irão torna-se palpável.

Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s