IndieLisboa’18: «Mes provinciales / A Paris Education»

Mes provinciales, de Jean-Paul Civeyrac, é uma homenagem melancólica ao fim da adolescência, uma altura em que a vida ainda está por acontecer e os sonhos não têm limite. Este filme completa um círculo no que toca à presença do realizador Civeyrac no IndieLisboa, onde a sua curta-metragem La vie selon Luc (1991) – um filme de escola – foi exibido, e anos mais tarde o realizador está de novo presente no certame com uma obra que remete precisamente para essa fase: Etienne (Andranic Manet), um jovem de Lion, vai mudar-se para Paris para ingressar num curso de cinema na Universite Paris 8. Mes provinciales, nome inspirado no livro de Blaise Pascal, denuncia o ambiente erudito em que a narrativa se insere. O conflito começa com a gestão da relação com a sua namorada de liceu, que fica em Lion, e com as infinitas possibilidades que Paris lhe oferece. O argumento adensa-se com o início das aulas e o contacto com os novos amigos e professores que vai encontrando. Aí, Etienne é forçado a definir-se, a criar uma identidade relativa a quem ele é e que artista quer ser. Os seus amigos são personagens arquétipo dos vários caminhos que ele pode tomar (o cínico que crítica todos, a revolucionária, o que vai com a corrente), e o que no início parece um mar vasto de opções, à medida que o tempo passa, há uma esperança que esmorece e que dá lugar à dúvida: o que faço a seguir?

Entre amigos discute-se o que é a arte, em particular o que é o cinema, referenciando Gilles Deleuze e realizadores como Pasolini, Sorrentino, Jean-Luc Godard e Robert Bresson. O amigo provocatório Mathias (Corentin Fila) refila: I’ve had enough of whiny French films. I want to see films that talk about real life.”

A intemporalidade deste filme é marcada pela neutralidade da direção de arte que não o prende em demasia a uma contemporaneidade e o torna livre, a escolha da estética a preto e branco comunga desse mesmo espírito, e reafirma o ambiente burguês, intelectual destes jovens perdidos numa Paris que os oprime mais do que os estímula. A banda sonora sóbria e sobretudo clássica pontua o filme com Bach (que representa quase uma dimensão emocional da personagem). Um filme que toca no coração e cérebro cinéfilo de todos os amantes desta arte, a não perder no IndieLisboa!

26 Abr 21:30, CULTURGEST GA | 3 Mai 21:30, CULTURGEST GA

Classificação (0-10): 7
Mes Provinciales (A Paris Education) | 2018 | 137 mins | Realização e argumento:  Jean-Paul Civeyrac | Elenco: Andranic ManetDiane RouxelJenna Thiam
Anúncios

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s